Dia dos Pais será de confiança e compras à vista

O Dia dos Pais, que será este ano celebrado em 11 de agosto, abre o calendário comemorativo do segundo semestre de 2019. A data impacta positivamente 61,9% do comércio varejista de Minas Gerais. Dentre essas empresas, 75,8% esperam neste período um resultado igual ou superior ao verificado em relação à mesma data de 2018, quando o índice ficou em 76,7%. É o que mostra a pesquisa “Expectativa do Comércio Varejista – Dia dos Pais”, da Fecomércio MG.

A estatística da Fecomércio MG, Letícia Marrara, lembra que fatores conjunturais influenciaram no otimismo do empresário mineiro para a data. “Aspectos como o aquecimento do comércio, o aumento das vendas, o otimismo e a perspectiva de melhora da economia mantiveram estável o indicador de confiança nas vendas”, explica a especialista.

Letícia destaca que o Dia dos Pais é uma oportunidade para os comerciantes alavancarem as suas vendas. De acordo com a pesquisa “Expectativa de Vendas – 2º semestre de 2019”, elaborada pela Federação, a data comemorativa é a segunda preferida dos empresários neste semestre (15,3%), atrás apenas do Natal (55%).

A análise ainda aponta que as empresas mais impactadas positivamente pela data são as de tecido, vestuário e calçados (78%), seguidas por combustíveis e lubrificantes (64,3%) e produtos alimentícios, bebidas e fumo (58,9%). Entre as ações adotadas para melhorar as vendas no período, as principais estratégias adotadas pelos empresários são investir em propaganda (41,7%), em promoções e liquidações (37,9%) e na diversidade do mix de produtos (5,4%).

Letícia lembra que o aspecto sazonal também estimula as vendas na data. “A comemoração coincide com as liquidações de artigos de inverno, transformando-se uma grande oportunidade de faturamento para o comércio varejista e de aquisição para os consumidores”, afirma a especialista.

Em BH, prevalece a cautela

Em Belo Horizonte, 40,8% dos consumidores irão presentear, percentual superior ao registrado em 2018 (34,3%), segundo a pesquisa “Intenção de Consumo – Dia dos Pais”, elaborada pela Federação. Entre aqueles que irão às compras no período, para 59,3% o presente não ultrapassará o valor de R$ 100,00, enquanto para 84,7% chegará até R$ 200,00. Na comparação com o ano anterior, 88,8% pretendiam presentear com artigos nessa faixa de preço.

As lojas de shopping (41,9%) e as lojas de vizinhança (26,6%) foram apontados como os principais locais de compra pelos belo-horizontinos para o Dia dos Pais. Esse percentual reforça a opção dos consumidores da cidade por mais praticidade e comodidade. Além disso, a maioria deve optar por pagamentos à vista, em dinheiro (55,1%), mostrando a tendência de se evitar longos parcelamentos.

Eles indicaram ainda as promoções (65,8%), o preço reduzido (22,2%) e o atendimento diferenciado (10,3%) como atrativos para aquisição dos produtos. Como desestímulo, listaram, principalmente, preço alto (71,8%), o atendimento precário (10,3%) e a pouca variedade de produtos (9,4%).

Sobre a pesquisa

A pesquisa “Expectativa do Comércio Varejista – Dia dos Pais” foi realizada com 400 empresas do comércio varejista de Minas Gerais, entre 9 a 19 de julho, com intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 5%. Já a pesquisa “Intenção de Consumo – Dia dos Pais” foi realizada em Belo Horizonte, com 288 pessoas, entre os dias 19 e 29 de julho. A margem de erro da análise é de 5%, com intervalo de confiança de 90%.

Fonte: http://www.fecomerciomg.org.br/2019/07/dia-dos-pais-sera-de-confianca-e-compras-a-vista/

Compartilhar